Blog

Calçados antiestáticos: como funcionam?

O que é a eletricidade estática?

Antes de tudo, vale explicar que a eletricidade estática uma acumulação de cargas elétricas, que pode se manifestar em qualquer material. Esse fenômeno acontece, principalmente, com o atrito entre alguns materiais e pode se manifestar no nosso dia a dia.

É preciso tomar cuidado, em algumas situações, pois ainda que no nosso cotidiano aconteça forma inofensiva, em outros casos sua manifestação pode ser muito perigosa. Por isso, faz-se o uso de produtos antiestáticos.

Eletricidade estática na indústria

A eletricidade estática e a ESD (sigla em inglês para ElectroStatic Discharge, em tradução livre, descarga eletroestática), têm sido um sério problema industrial há séculos, desde 1400. Esses são problemas que continuam até hoje, se não tomarmos os cuidados necessários.

Nas indústrias, a eletricidade estática também se manifesta. É possível que ocorra atrito entre materiais, principalmente com as partes metálicas das maquinas, fazendo com que surjam cargas elétricas. Sendo assim, elas podem produzir faíscas quando um colaborador manuseia um material metálico próximo a esses locais.

Essas faíscas que surgem podem provocar incêndios. Para evitar que isso não ocorra, esses locais são mantidos fechados e a umidade do ar é controlada, fazendo com que as máquinas sejam descarregadas na presença de gotículas de água, evitando dessa maneira os possíveis riscos de incêndios.

Além disso, é claro que é necessário o uso correto dos EPIs pelos colaboradores. A fábrica precisa cobrar esse uso e o colaborador, precisa cobrar a empresa de fornecer todos os equipamentos necessários para a sua segurança.

 

Como a descarga eletrostática ocorre?

Esse fenômeno, em geral, ocorre por meio da interação homem-objeto. A eletricidade estática, e consequentemente a descarga, ocorre por conta de um desbalanceamento de elétrons.Há influência do tipo de material, da velocidade de contato e da separação dos corpos, da umidade e de diversos outros fatores.

Quando um objeto é carregado eletrostaticamente, um campo elétrico associado a esta carga é criado em torno dele e um dispositivo sujeito a este campo que não esteja aterrado poderá ser induzido, causando uma transferência das cargas entre os dois corpos. Esta transferência de cargas poderá resultar em falhas que reduzem a vida útil, prejudicam o funcionamento ou até mesmo destroem o dispositivo permanentemente.

Os principais fatores que contribuem para a interferência eletromagnética são:

  • tensão;
  • freqüência;
  • aterramento;
  • componentes eletrônicos;
  • circuitos impressos;
  • desacoplamentos.

Por que utilizar calçados antiestáticos?

Usando calçado com sola sintética ou de borracha, a eletricidade estática gerada pelo atrito não tem por onde ser descarregada a não ser com um contato com terra, que o calçado com estes tipos de sola isola.

Esta é a explicação dos choques no contato com superfície metálica, ou da passagem da eletricidade de um campo sobrecarregado para outro menos carregado, quando a faísca passa entre os dois.

Permitir a dissipação das cargas para o chão é um dos principais objetivos de quem deseja evitar a descarga eletrostática, por isso o uso de sapatos especiais, é uma das atitudes mais eficientes. Isso é importante porque a maioria dos calçados possui o solado de borracha, o que isola do contato com o chão e não permite a passagem das cargas.

Onde comprar calçados antiestáticos

Você pode comprar sapatos antiestáticos na EpiFortte. Aqui nós trabalhamos com os melhores calçados, todos da linha Bracol, seguindo toda a tecnologia de ponta e as normas necessárias. Peça direto pela conversa do WhatsApp ou peça pelo telefone (15) 3388-8345.

Entre em contato

Este site usa cookies.

Usamos cookies para analisar o tráfego do site e otimizar sua experiência nele. Ao aceitar nosso uso de cookies, seus dados serão agregados com os dados de todos os demais usuários.